Festival Grito Rock São Luís 2011

Atualizado em 14/03/2011
   
  
  
 Whatsapp 


Festival Grito Rock São Luís 2011
O Maior festival integrado da América Latina: em 2011 mais de 130 cidades
Dia 25 de Março de 2011
Onde: Circo da Cidade - Centro Histórico


Sobre o Evento:
Primeiro evento do Fora Do Eixo em São Luis/Ma. O Grito Rock São Luis conta com o entusiasmo de todos que desejam movimento na cena musical de São Luis. O Grito é atitude de romper com a inércia atual em que se encontra o meio musical. Com o objetivo de mobilizar bandas e artistas alternativos, fortalecer o movimento, promover a inclusão da nossa cena no circuito do Brasil e América Latina.

Inscrições:
até 21/03/2011

Restrições para Participar:
Somente bandas com trabalho autoral

Condições para Participar:
O evento oferece o palco, som, luz a divulgação

Artistas e Bandas Inscritas:
Megazines
Djalma Lúcio
Velttenz
Garibaldo e o resto do mundo
(até agora, aguarde mais)
Clique aqui para se inscrever

Release Oficial do Evento:
Crescendo mais a cada ano, o Grito Rock chega a sua nona edição com o impressionante número de 132 cidades realizadoras no ano de 2011, apresentando um crescimento de 65% em relação ao ano anterior e consolidando-se como o maior evento integrado do planeta. O festival conquista as fronteiras da América Latina e acontece em 10 países: Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia, Chile, Panamá, Costa Rica, Honduras e El Salvador.
Os eventos do Grito Rock ocorrem entre 19 de fevereiro e 28 de março. O Festival é uma produção do Circuito Fora do Eixo, filiado à Associação Brasileira de Festivais Independentes – Abrafin. Realizado também com apoio do Toque no Brasil que disponibiliza, a partir de 12 de janeiro, mais de mil vagas para bandas e artistas brasileiros e do mundo. A expectativa é que 2.000 bandas/artistas se apresentem para um público de cerca de 200 mil pessoas, aumentando em 150% no número de bandas em circulação nos últimos 2 anos.
Estima-se que o investimento total dos produtores de Grito Rock combinados alcancem aproximadamente R$2,2 milhões, injetados diretamente no mercado independente. O valor médio de cada evento também é apelativo – em média são aplicados $16.000,00, entre reais e moedas solidárias. A produção colaborativa envolve cerca de 9 mil pessoas trabalhando direta e indiretamente, sendo divididos entre empregos formais e informais, autônomos, voluntários e – boa parte deles – são de colaboradores da produção, que recebem em moedas sociais ao invés da moeda oficial vigente (Real).
A ideia de promover o festival em rede vai além de estimular a produção. Segundo o gestor nacional do Grito Rock 2011, Felipe Altenfelder, “o Grito é principalmente um estímulo às conexões em rede, a circulação de artistas, a distribuição e a comercialização de produtos, a comunicação integrada, a formação de agentes culturais, e a geração e difusão de tecnologias de gestão”. Para incentivar toda esta troca, os organizadores lançam as Campanhas do Grito Rock, ferramentas de mobilização e integração (mais detalhes abaixo).
Apesar de ter o “rock” no nome, o Grito não restringe a programação a estilos. Uma das organizadoras pioneiras do festival, Marielle Ramires, conta que “quando iniciamos, o rock era o diferencial da ação, mas com o tempo a rede de produtores foi entendendo que se a atitude for rock, o som pode ser em qualquer ritmo”, se referindo ao lema “faça você mesmo” que nasceu no punk rock e tem sido adaptado para o “façamos juntos” no movimento independente nacional em ações como o GR.
E a música que sempre foi a vedete do evento integrado, compartilha cada vez mais o espaço das grades com outras atrações. Programas de formação tais como palestras, debates e oficinas acontecem em rede desde 2007. A partir deste ano, o Palco Fora do Eixo inaugura a ocupação no Grito Rock com as duas turnês de grupos cênicos, que visitarão 6 cidades de Minas Gerais e 7 de São Paulo. Outra ocupação que se inicia em 2011 é o Fora do Eixo Socio-ambiental, que contabilizará o impacto que o festival causa ao meio ambiente e promoverá compensação com plantio de mudas em 3 regiões de biomas diferentes no Brasil.
A amplitude, a diversidade, a pluralidade e o modo de organização em rede e colaborativo são alguns dos argumentos que a gestão nacional do Grito Rock vão apresentar ao Guinnes Book (o livro dos recordes), para concorrer ao título The Greatest International Music Festival (o maior festival internacional de música), com a edição de 2011.
Os realizadores Conheça os produtores integrados
Pela primeira vez desde que começou a ser realizado de maneira colaborativa, o Grito Rock será executado nos 27 estados brasileiros e em outros 8 países (com cidades da América do Sul e Central). Os 132 produtores cadastrados na realização do Grito Rock representam um crescimento de 65% em relação a 2010, quando o projeto conectou mais de 80 pontos.
Entre os produtores, 13 estão na região Norte, 18 são do Nordeste, 11 do Centro-Oeste e 17 no Sul, enquanto o Sudeste soma 63 realizadores e 10 cidades são de outros países (Argentina, Uruguai, Bolívia, Chile, Panamá, Costa Rica, Honduras e El Salvador).
51% das cidades participantes realizam o GR pela primeira vez, 22% pela segunda, 10% pela 3ª, enquanto 8,5% o produzem pela 4º e o mesmo número a 5ª, enquanto Cuiabá, que começou o projeto, já está na sua 9ª edição. Desses produtores, 52% são Pontos ligados a rede Fora do Eixo, enquanto 48% não, mostrando que o projeto transcedeu o Circuito, caindo nas graças dos produtores em geral.
Para participar, eles se inscreveram via site do Grito e logo após serem contemplados, cadastraram seu evento no sitema do TNB.


 Assessoria de Imprensa:
I Grita Rock São Luís
A primeira edição do festival em São Luís acontece próxima sexta, 25, no Circo Cultural Nelson Brito

Ampliar e diversificar a música em rede colaborativa. Com esse propósito o Festival Grito Rock chega, pela primeira vez, a São Luís, próxima sexta, 25, a partir das 20h, no Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade – Aterro do Bacanga). Apesar de possuir o “rock” no nome, o festival traz para si a responsabilidade de abranger toda a produção musical dos lugares em que ocorre.
Integrando as 132 cidades que irão receber o Grita Rock este ano, São Luís será palco da nona edição do evento e contará com a participação de músicos e produtores culturais da cidade. Já estão confirmados para animar o festival o Dj Pedro Sobrinho, com o melhor do hip hop, afrobeat, breakbeat, samba-rock, drum n’ bass, e a Rádio Zion, com um repertório de reggae roots e rap.
Além de música e atitude, o Grito Rock São Luís também terá a participação especial do poeta Celso Borges, apresentando “A posição da poesia é a oposição”, ao lado do guitarrista Christian Portela.
Fora do Eixo – O Festival Grito Rock faz parte do Circuito Fora do Eixo, rede de trabalho formada por mais de 72 Pontos Fora do Eixo em todo o país e que realiza uma série de ações estruturantes com foco nos setores de comunicação livre, distribuição, circulação, sustentabilidade e economia solidária. O festival conquista as fronteiras da América Latina e acontece em 10 países: Brasil, Argentina, Uruguai, Bolívia, Chile, Panamá, Costa Rica, Honduras e El Salvador.
Inscrições – As bandas interessadas em participar do festival devem se inscrever no site www.toquenobrasil.com.br até domingo (20/03). A inscrição deve conter três músicas autorais e um breve texto sobre a banda. Podem participar bandas de outros estados, porém, por ser uma iniciativa independente, a produção do evento disponibiliza às bandas selecionadas apenas hospedagem, alimentação e divulgação. O resultado da seleção das bandas participantes será divulgado segunda, 21, no site em que foram feitas as inscrições.

Atualização - Bandas Participantes:
Pedra Polida, Garibaldo e o Resto do Mundo, Gallo Azhuu, Página 57 e Beto Ehongue & Canelas Preta. Conhecidas no cenário do rock local, as cinco bandas maranhenses foram as escolhidas para subir ao palco do Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade - Aterro do Bacanga) nesta sexta, 25, a partir das 20h, inaugurando a primeira edição do Grito Rock em São Luís.
Ao todo, o Grito Rock São Luís recebeu cerca de 32 inscrições de artistas do Maranhão e de outros estados. Defensoras do trabalho autoral, as bandas foram selecionadas pela curadoria do evento, que analisou as músicas inscritas por cada banda e sua relação com o propósito do Grito Rock 2011.
Além das bandas selecionadas, já estão confirmados para animar o festival o Dj Pedro Sobrinho, com o melhor do hip hop, afrobeat, breakbeat, samba-rock, drum n’ bass, a Rádio Zion, com um repertório de reggae roots e rap, a participação especial do poeta Celso Borges, apresentando “A posição da poesia é a oposição”, ao lado do guitarrista Christian Portela.

Sobre as bandas:
Pedra Polida - Formada em 2006, a Pedra Polida é uma união de músicos felizes e pretensiosos que aposta no humor e na esculhambação para dar certo, sem muitos recalques de artista. No repertório, canções próprias como “Eu e a sombra (Calói)”, “Swing do Frio”, e “É hora de você calar a boca”, além de versões de músicas de bandas como “Mutantes” e “The Beatles”.
Garibaldo & o Resto do Mundo - A Garibaldo & o Resto do Mundo existe há um ano, e começou como um projeto de estúdio do vocalista/compositor Paulo Moraes. Nasceu com a gravação do primeiro CD da banda no Estúdio Casa Louca, produzido por Adnon Soares em 2009. O repertório da banda é totalmente autoral que vai do pop ao experimental, sempre com a pegada rock.
Gallo Azhuu - A Gallo Azhuu (nova grafia em português psicodélico para galo azul, ou blue rooster) começou suas atividades no final de 2007, com repertório autoral, forte e autêntico, calcado essencialmente no rock’n’roll clássico e no blues. Seus integrantes (Patrick Pataugaza, Denis Carlos, Pablo Habibe e André Grolli), têm como influência mulheres, livros, bebidas e ícones como Neil Young, Deep Purple, Rolling Stones, Creedence, Beatles, Black Sabbath, Mutantes e The Band.
Página 57 – Surgida no ano de 2001 - a princípio uma reunião de amigos que gostavam de música - a banda deu seus primeiros passos tocando músicas de gente como Silverchair, Pantera e Van Halen. Em resumo, a Página57 era uma banda estritamente cover. Após alguns anos, a Página57 chegou ao primeiro CD, "O Fantasma da Máquina", composto de 10 faixas autorais. Atualmente a banda está em processo de composição para o sucessor do "Fantasma", que deve ser lançado ainda no ano de 2011.
Beto Ehongue & Canelas Preta – A música de Beto Ehongue & Canelas Preta é multicultural ampla, misturando reggae, funk, ska, samba eles encontraram sons, e muito mais. E nas apresentações ao vivo as musicas de autoria própria dão a tônica do repertório com incursões incidentais de outros artistas como Mano Chao, Lucas Santtana, Caetano Veloso, dentre outros.


Serviço:
I Grita Rock São Luís

Bandas
Pedra Polida
Garibaldo e o Resto do Mundo
Gallo Azuuh
Página 57
Beto Ehongue & Canelas Preta

Atrações
Dj Pedro Sobrinho
Rádio Zion
Celso Borges e Christian Portela

Data: 25 de março (sexta-feira)
Horário: 20h
Local: Circo Cultural Nelson Brito (Circo da Cidade – Aterro do Bacanga)

Ingressos:  R$ 20,00 (à venda no local)
Informações: www.criolina.com.br
Produção: Coletivo Criolina
Assessoria de Imprensa no Maranhão:
Andréa Barros – 8895-7644 / 8110-2218


Telefone - Informações:
Camila Cortielha
[email protected]
Dríade Aguiar
[email protected]
Contato: 11 9653 8294


Realização:
Associação Brasileira de Festivais Independentes


Coberturas de Fotos da Equipe Kamaleao:
www.kamaleao.com/fotos

Onde Tem Rock, Tem Kamaleao!

CASSIO ARAUJO
15/03/2011
SÓ ME FALTAVA ESSA.....GRITO DE ROCK....MEU DEUS E DEMAIS PROS MEUS TIMPANOS....DAQUI A POUCO VÃO ENVENTAR GRITOS DE FORRÓ....GRITOS DE REGGAE....ENFIM A CIDADE VAI FICAR UMA GRITARIA SÓ....APROVEITANDO VOU GRITAR QUE SOU LINDA E LOIRA.....FRANCAMENTE.....NINGUÉM MEREÇE.....
Nymphetamine
21/03/2011
Sem dúvida uma boa iniciativa, além de contribuir p/ o fortalecimento da cena (movimento) em São Luis que está evoluindo cada vez mais graças ao grandes shows (Scorpions, Primal Fear, Doro e etc)e ao pessoal q marca presença.
E q tenha mais e mais festivais e shows!
São Luis está se tornando a ilha do metal o/ xD

darkness
21/03/2011
ESSA PORRA VAI SER FODA KARALHO!!!!!!!
[email protected]
RENATO
21/03/2011
como eu posso acreditar que realmente o nx zero vem ! já vi no site da banda relmente é verdade, mais mesmo assim não acredito? po vai ser da hora, a píty tbem é foda só que eu vou me gardar pro strike e nxzero vlw
[email protected]
kh.
25/03/2011
gente sujinha
hk.

Comentar

<%PostCommentPage%>
OBS.: Para receber notificação de cada atualização o siga o Kamaleao no Facebook e no Twitter @Kamaleao
Todos os Eventos Anterior · Próxima