Centro de Criatividade Odylo Costa Filho

Atualizado em 13/12/2013
   
  
  
 Whatsapp 


Centro de Criatividade Odylo Costa Filho
Endereço: Rua da Alfândega e Beco dos Catraieiros - Rampa do Comércio, Nº200
Bairro Praia Grande - Reviver - Centro Histórico - São Luis, Maranhão
Data de Inauguração: 6 de novembro de 1979
Lei Nº4102 - Criação do Centro de Artes e Comunicações Visuais – CENARTE
(órgão a ser incorporado à Fundação Cultural do Maranhão)



Cursos de Férias do Mês de Janeiro 2014

Dias  02 a 22 de janeiro 2014

CURSOS:
Cursos de Balé Clássico
Dança Cigana com Zouk
Pinturas Especiais
Pintura em Tela
Pintura em Tecido
Restauração e Encadernação de Documentos
Desenho Artístico
Escultura em Cerâmica
Body in Moving
Dança de Salão
Dança do Ventre

Professores:
Denise dos Anjos
Deise Costa
Clay Carlos
Gil Sodré
Andrea Maio
Vanda Lima
Joany Reis
Valdemar Barros
Laura Teodósio
Binho Dushinka
Jefferson Albino
Francisca Almeida
Gil Sodré
Mirian Freire

Telefone - Inscrições:
(98) 3218-9932
(98) 3218-9937

Prazo de Inscrições:
Dias 02 de dezembro 2013 a 02 de Janeiro 2014

19 cursos:
30 turmas 
20 vagas para cada oficina
a partir de 4 anos de idade

Taxa de inscrição:
R$ 50,00 a R$ 60,00

 


Objetivo:
O CENARTE tinha por finalidade o ensino de técnicas de Artes Visuais, em nível elementar, bem como a realização de pesquisas, objetivando a descoberta e o aproveitamento de valores maranhenses no campo específico das artes visuais.

Quem foi Odylo Costa Filho?
Poeta e jornalista maranhense falecido no Rio de Janeiro em 19 de agosto de 1979.

História do Centro:
Desde sua implantação o hoje CCOCF experimentou fases de glória e declínio. Primeiro se instalou de maneira provisória num sobrado alugado na rua do Sol, 230, espaço que possibilitava apenas a instalação de alguns cursos como: Arte Infantil, Cerâmica e Pintura. O prédio encontrava-se em péssimo estado de conservação e não permitia o desenvolvimento de atividades de todas as áreas, já que o seu espaço útil era bastante exíguo, não adequado à atuação efetiva de toda a programação do Estado, com a inclusão de um teatro com 400 lugares, galerias e oficinas de artes plásticas. Com a transformação da Fundação Cultural em Secretaria da Cultura em 1981, o CENARTE, ainda na sede antiga, passou a chamar-se Centro de Criatividade “Odylo Costa, filho”. Em 11 de dezembro de 1980, o Governo do Estado do Maranhão adquiriu de Sérgio de Faria Domingues Moreira, atendendo à solicitação da presidente da FUNC, através do ofício nº 506 de 20 de outubro de 1980, o prédio onde hoje se encontra o Centro de Criatividade “Odylo Costa, filho”. No período entre 1981 - 1984, o prédio então comprado, sofreu a primeira intervenção na sua estrutura física e em 84 por ordem superior, o “Odylo” teve que mudar urgentemente suas instalações para os galpões da Praia Grande. A então presidente deste órgão, a escritora Arlete Nogueira da Cruz Machado, concebeu um grande projeto: o da criação de um Centro de Criatividade a fim de favorecer o desenvolvimento das artes no Maranhão. A construção deste prédio data de 1900, conforme indicação constante na bandeira da porta de entrada. Quatro galpões, duas casas térreas e um sobrado formam o quarteirão. O conjunto serviu como instalação de atividades comerciais, como depósitos e armazéns de tecidos. O governo do Maranhão, ainda na gestão do governador João Castelo, iniciou a restauração do prédio, ficando a cargo do Arquiteto Pedro Costa. Entretanto, na gestão do Governador Epitácio Cafeteira, foram realizadas finalmente as obras de restauração do “Odylo”, sob a coordenação geral do Engenheiro Luíz Phelipe Andrés, integrando a terceira etapa do programa de preservação e revitalização do patrimônio arquitetônico artístico e cultural da área tombada do centro de São Luís, fase Projeto Praia Grande (Reviver). Dessa, forma, a capital maranhense inaugurou o seu Centro Cultural em 27 de dezembro de 1988. Totalmente restaurado, o imponente conjunto arquitetônico colonial, sede definitiva do Odylo, foi inaugurado para realizar plenamente sua vocação de centro estadual de cultura, único em nosso Estado.


Estrutura:
O prédio sede do Centro, localizado no Projeto Praia Grande, é constituído de dois blocos: um, com entrada principal na rua Marcelino Almeida e saída na Rampa do Comércio (pavimento térreo); o outro, do qual o Centro ocupa a parte do térreo, com oficinas, e o pavimento superior, com serviços administrativos, sendo sua entrada principal na Rampa do Comércio.

Pavimento térreo
1. Recepção
2. Cine Praia Grande
3. Teatro Alcione Nazaré
4. Cursos-Oficinas
5. Galerias de Exposição Ambrósio Amorim e Valdelino Césio

Mezanino
1. Biblioteca Ferreira Gullar
2. Serviços de Espaços Culturais
3. Serviços de Cursos e Treinamentos

Pavimento Superior – Prédio Administrativo
1. Diretoria
2. Serviços Administrativos
3. Serviços de Projetos Especiais
4. Núcleo de Literatura

O Prédio é Público mas os Banheiros não:

Os banheiros são apenas para uso dos funcionários (de acordo com o vigia)

E-mail: [email protected] 

Telefone:
(98) 3218-9930
(98) 3221-7882
(98) 3218- 9932

 Onde Tem Centro Cultural, Tem Kamaleao!

Comentar

<%PostCommentPage%>
OBS.: Para receber notificação de cada atualização o siga o Kamaleao no Facebook e no Twitter @Kamaleao
Todos os Eventos Anterior · Próxima